Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Análise das Entrevistas

Terça-feira, 05.07.11

 

Fizemos várias visitas á vários lugares, fomos á Praça do relógio, Núcleo Bandeirante, Rodoviária. Ao todo conseguimos entrevistar 12 garotas de programa, com exeção de uma, todas trabalhavam na rua. Elaboramos uma questionário e a partir das respostas que recebemos fizemos uma análise  da trajetória dessas garotas:

 

 

FAMILIA

1)    Qual importância que você atribui a família em sua vida?

100% dos entrevistados afirmam que a família tem um grande valor na vida, é importante, é um porto seguro; é na família que as pessoas são moldadas para o bem ou para o mal.

 

2)    Você mora com alguém? Possui filhos? Qual a sua relação com eles?

A maioria moram com alguém (amigos, filhos, companheiros); 75% tem filhos e destes 78% possui uma boa relação com eles, as que não possuem doaram ou não tem contato com eles.

 

3)    Sofre alguma rejeição e/ou discriminação por parte de sua família?

17% sofrem rejeição e/ou discriminação por parte da família, 83% não sofrem, uma afirma que nem tem como sofrer simplesmente porque a família nunca a procurou desde que saiu de casa, outra porque os pais não sabem da profissão.

 

4)    Você tem ou pretende ter algum relacionamento serio?

42% tem relacionamento fixo ; 58% não tem, destes 85% pretendem manter um relacionamento fixo com alguém, uma afirma que ainda sonha casar-se na igreja de véu e grinalda.

 

5)    O que levou a seguir esta profissão?

 83% recorrem a esta profissão com intuito de adquirir recurso para o próprio sustento e o da família; 17% seguem nesta profissão com intenção de ganhar recursos para manter o vicio nas drogas.

 

VIOLÊNCIA

 

 

1)  Qual é o seu maior medo e o risco de sua profissão?

A maioria tem medo de sofrer algum tipo de agressão como: ser estuprada, violentada, roubada, etc. 25% tem medo de pegar doenças (DST); um afirma que tem medo de envelhecer, pois ficaria difícil de continuar na profissão; outro afirma que simplesmente não tem medo.

 

2)    Como é a sua relação com as companheiras de trabalho? Como funciona esta delimitação de espaço?

Para alguns não tem regras, surgem ate brigas com relação a isto; outras mantém um bom relacionamento; um não disputa espaço, atende com horário marcado no apartamento.

 

3)    Já sofreu alguma violência física e/ou moral? Como reagiu em relação a isto? Gerou algum trauma?

67% nunca sofreram nenhum tipo de agressão; dos 33% que sofreram 75% não gerou trauma, 25% gerou. Uma afirma que já sofreu tanto que não liga mais; outra diz que o cliente além de não pagar bateu nela.

 

4)    Que medida você costuma fazer para se sentir mais segura?

As respostas foram diversas: trabalhar durante o dia, tratar bem os clientes, procurar ser educada, andar sempre com amigas, com gilete, caneta, se apegar a Deus; um afirma que simplesmente não tem como tomar medidas, pois é perigoso o tempo todo, tanto de dia como de noite.

 

 

SAÚDE

 

1)    Qual o tipo de cuidado você tem com o corpo?

Alguns vão para academia, praticam esporte, procuram fazer exames periodicamente ou simplesmente não faz nada; uma diz que não tem condições para isto; outra afirma que não se preocupa com isto, a droga já tomou conta dela e por isso a aparência não importa.

 

2)    Como você se sente depois de um dia de trabalho?

Depois de um dia de trabalho a metade dos entrevistados sentem-se cansados, outros tristes; alguns sentem-se bem, com disposição e satisfeitos; uma sente que poderia ter tido uma vida melhor e diferente.

 

3)    Qual o método de prevenção mais utilizado? Como se adquiri? Já foi obrigado por alguém a não utilizá-lo?

83% utilizam preservativo (camisinha) por conta própria ou doados pela secretaria de saúde; uma reponde que às vezes usa, mas quando esta drogada não lembra é de qualquer jeito; outra afirma que não usa proteção vai do jeito que está. A maioria dos clientes não gostam de usar camisinha, sempre surgem proposta de não usar, mas dos que se protegem todos recusam tal proposta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Déia Nascimento às 18:59





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

arquivos

2011